domingo, 1 de outubro de 2017

NixNote, um cliente do Evernote para Ubuntu

O NixNote veio para suprir uma necessidade que muitos usuário de Linux têm ( A falta de um cliente oficial do Evernote para a plataforma)

O NixNote facilita muito na criação de notas e traz consigo muitos benefícios em relação ao cliente WEB do Evernote.

Os passos para tornar o aplicativo usável são poucos. Basta instalar o NixNote - que pode ser feito via ppa ou via instalação por .deb, e entrar com sua conta Evernote e permitir o acesso, pronto, automaticamente ele começa a baixar todas as suas notas, com imagens, vídeos, áudio e afins. 

Instalação:
Para a instalar o NixNote via pacote .deb, basta entrar no site oficial do projeto e fazer o download correspondente com a sua distribuição;
Também podes fazer a instalação via PPA, segue:

sudo add-apt-repository ppa:nixnote/nixnote2-daily
sudo apt-get update
sudo apt-get install nixnote2

Funcionalidade

Em contas gratuitas do Evernote há uma limitação na quantidade de dispositivos que podem ser veiculados a uma mesma conta. Usando o NixNote o mesmo não consta como um novo dispositivo, ficando como se você estivesse usando o Cliente Web. Dessa forma, usar o aplicativo traz benefícios se pretendes usar sua conta Evernote gratuita em outro dispositivo. E detalhe, o cliente oficial do Evernote para Windows consta como um novo dispositivo quando veiculado à sua conta, já o NixNote, que também está disponível para o Windows, não. Então, se usas o serviço gratuito do Evernote, só há vantagens em usar o cliente não oficial NixNote. E em termos práticos, não há muitas perdas.

Fazer backup de todas as notas e importar um já existente

Se você assim como eu é cismado com segurança, a partir do NixNote é possível fazer um backup de todas as suas notas e guardar o arquivo - geralmente no formato nnex ou também podes exportar todas suas notas de uma única vez para um arquivo bruto PDF ( o que não recomendo pois a organização não fica lá das melhores).


*Adendos
Usando o NixNote em contas gratuitas o limite de tráfego ainda é aplicado normalmente.



Compartilhe: