sexta-feira, 29 de junho de 2018

ProtonMail - Email criptografado

O ProtonMail é um serviço de E-mail criptografado situado na Suíça que surgiu em 2013 após os documentos apresentados pelo ex funcionário da NSA, o Edward Snowden. A premissa do ProtonMail é oferecer um serviço que tem como princípio fundamental a privacidade dos seus usuários.

 
O E-mail ganhou renome quando apareceu na famosa série Mr. Robot, onde o Elliot - personagem principal - , aparece usando o serviço no seu computador pessoal. Na cena o Elliot acessa os logs de atividades afim de verificar todos seus rastros no serviço.
A série é renomada por sua veracidade com os fatos reais, coisa difícil de ver em filmes e séries que têm como temática tecnologia.

O ProtonMail surge em um mar de correios eletrônicos que têm como forma de negócio a venda de informações pessoais afim de promoverem, entre outras coisas, precisão no direcionamento de anúncios. Esse modelo é o que vem sendo empregado desde os primórdios da internet, sendo o primeiro serviço de E-mail gratuito datando da década de 90.

De lá pra cá os E-mail gratuitos evoluíram de uma forma tão exponencial que para o usuário final, que não tem a mínima noção do que acontece nos bastidores, acabam sendo ótimas opções por oferecem, entre outras coisas, espaço, controle contra SPAM, etc. 

Porém o que muitos não entendem é que Não existe almoço grátis! Quando não pagamos por um produto estamos sendo o produto. 

Muitos podem não compreender, mas ao não pagar por um serviço na internet estamos na verdade gerando lucro para a empresa de alguma outra forma. Se tu achas que ouro é valioso, engana-te! Tuas informações que são! Inclusive existem pesquisas que tentam apontar o quanto um usuário gera de lucro por ano usando determinados serviços.

O ProtonMail ergue-se como um serviço que tem como forma de negócio a colaboração por parte dos seus usuários de boa fé e através de planos pagos, que permitem que o serviço continue respirando, levando às pessoas o direito à privacidade de forma simples e descomplicada.


Em meio a todas as outras empresas que têm políticas de privacidade contundentes, o ProtonMail leva o direito à privacidade à frente. O formato aberto do E-mail permite que aplicações como o Tutanota e o próprio ProtonMail integrem seus serviços de forma que funcionem com todos os correios eletrônicos. No entanto, é uma tarefa difícil!

Criptografar a caixa de entrada é uma tarefa não tão complicada, o pior mesmo está nos outros provedores de E-mail. Como falei, existem diversos serviços de E-mail e nem todos têm políticas de privacidade como a destes. Portanto, não adiantaria de muita coisa usar um serviço que criptografa as informações e mandar uma cópia de tudo para um outro que não preza pela privacidade. Aqui está o problema, mas felizmente existem funcionalidade no ProtonMail e no Tutanota que podem resolver esse problema. 


COMO USAR O PROTONMAIL

Para realizar seu cadastro basta acessa o site do ProtonMail e selecionar o plano desejado. Dentre eles, existe o gratuito que tem algumas limitações, são elas:

1 - 500 Mb para armazenamento

2 - 150 Mensagens por dia 

3 - Suporte limitado

4 - Sem acesso ao IMAP

Veja, diferentemente dos outros provedores de E-mail, o ProtonMail mantém-se vivo por conta dos planos pagos e mediantes doações por parte dos usuários, portanto, considere assinar um plano pago ou fazer doações para o projeto continuar respirando, pois é assim que eles faturam. 

A filosofia deles é levar o acesso à privacidade a todos e por isso oferecem o plano gratuito com as limitações que falei acima. É um preço a pagar para ter em mãos um serviço de qualidade. 


ENVIAR E-MAILS CRIPTOGRAFADOS PARA OUTROS PROVEDORES

De nada adianta usar o ProtonMail e enviar informações sigilosas para pessoas que utilizam outro provedor que não criptografe as informações. Para resolver esse problema, existe uma ferramenta que permite o usuário Proton escrever uma mensagem criptografada e gerar um link para que outros possam acessá-la por intermédio de uma senha que deve ser criada pelo remetente. 


Compondo uma mensagem:


Abrindo o compositor de E-mail, verá que na parte inferior da janela há um símbolo de cadeado. Clicando nele, podemos definir uma senha para que o destinatário só possa ter acesso ao conteúdo da mensagem com posse da mesma. Caso o destinatário for um usuário do ProtonMail, receberá a mensagem e poderá acessá-la dentro da própria interface - evidentemente, entrando com a senha definida pelo remetente. No entanto, caso o destinatário for um usuário de outro provedor automaticamente o ProtonMail estará criando um link para acesso à mensagem.

No exemplo acima estou enviando um E-mail para um outro provedor. Abaixo, está o que recebi no meu Gmail:


Clicando para abrir o link vamos direto para o site do ProtonMail, onde teremos que entrar com a senha para ter acesso à mensagem:

Ainda podemos especificar uma dica de senha, para caso o destinatário não esteja em posse da mesma. Por exemplo se tu quer enviar uma mensagem segura para a tua namorada; poderia usar como dica de senha a data do primeiro encontro, etc. Veja:


Após entrar com a senha a mensagem será aberta em uma janela do navegador, veja:



As mensagens enviadas com senha para outros provedores expiram após um determinado tempo. No caso da mensagem que enviei de exemplo, ficará acessível por 27 dias e após isso o link para acessá-la não mais funcionará. Podemos alterar esse tempo - o máximo é quatro semanas - para menos. 



POR ONDE POSSO ACESSAR O PROTONMAIL?

Existe a versão WEB que pode ser acessada através deste link e também há aplicativos para Android e IOS que podem ser baixados gratuitamente na central de aplicativos. Fiz alguns testes no meu aparelho e pude comprovar que a versão WEB também funciona nos dispositivos móveis, entretanto a experiência não é tão completa como nos aplicativos. 

Com relação aos clientes de E-mail o ProtonMail na sua versão grátis não oferece suporte a IMAP/SMPT, portanto, se é usuário do plano gratuito não poderá usar o E-mail em algum cliente. E mesmo os usuários pagantes com acesso a IMAP ficam limitados a alguns clientes de E-mail específicos pois a criptografia nativa do serviço não é compatível com a tecnologia usada em boa parte dos clientes - felizmente, o Thunderbird está na lista de compatibilidade. Para tudo funcionar corretamente, é necessário a instalação de uma ferramenta do próprio ProtonMail para que o cliente de E-mail possa ter acesso à caixa de entrada criptografada de forma que não torne os E-mails vulneráveis. 


Valeu pessoal, até a próxima!!! 
Compartilhe: