24/07/2018

E-mail criptografado mais seguro do mundo - Tutanota

Um amigo seu chega até você apresentando-lhe um novo serviço de E-mail que conheceu recentemente e que queria muito compartilhar por defender a privacidade na internet. Manda-lhe o convite para cadastro e logo de cara você vê algo estranho.

- Tutanota, mas que porr@ é essa?


Foi exatamente assim que me senti quando conheci o Tutanota pela primeira vez. Convenhamos que eles realmente poderiam caprichar melhor no nome, não é mesmo? De todas as fomas, ele tem um significado; a palavra vem do latim e significa mensagem segura ou algo assim.

Apesar do nome um pouco estranho, de resto o Tutanota não fica para trás em nada em comparação com os outros E-mails que têm essa mesma pegada. 

Logo de cara quando começamos a usar o serviços vemos que ele já vem com configurações padrões para que o usuário novato possa de imediato enviar E-mails criptografado sem nenhuma outra configuração adicional. 

Ao compor um novo E-mail, por exemplo, o modo confidencial é ativado por padrão, assim o usuário é notificado para inserir uma senha onde será usada para criptografar o E-mail com criptografia fim-a-fim. 


Diferentemente do que acontece com o ProtonMail - um dos principais “concorrentes“ - onde o usuário tem que ativar a criptografia fim a fim todas as vezes que for compor um novo E-mail para usuários não proton, no Tutanota basta inserir a senha que deseja uma única vez que a mesma ficará salva e usada como padrão nos próximos envios para o mesmo destinatário.

A interface Web do serviço é simples e vai diretamente ao ponto, facilitando o uso.


Temos uma barra lateral onde fica as pastas e os marcadores e ao lado fica os E-mails, que quando selecionados são exibidos no lado direito, não sendo possível abri-los em tela cheia ou em qualquer outro modo. 

A versão premium do serviço oferece algumas opções de personalização, no entanto para a grande maioria das pessoas acaba não sendo um grande atrativo - Isso porque boa parte das pessoas se preocupam apenas em enviar e receber. 

Na versão grátis, temos disponível 1 Gb para armazenamento e algumas outras limitações, que são até compreensíveis haja vista o trabalho que é disponibilizar um serviço de extrema qualidade sem com isso usar de outros meios para faturar - isso mesmo, o Tutanota não tem publicidade. 
Os planos premium iniciam a partir de 1 € por mês e dão acesso a alguns recursos interessantes, como por exemplo domínios customizados e suporte mais rápido. É evidente que com planos tão acessíveis assim querem que muitos migrem para eles, de modo que o serviço possa continuar operável sem usar de outros meios contundentes para faturar. 

O Tutanota também está disponível para Android e IOS e pode ser encontrado gratuitamente na central de aplicativos. 


Cheguei a usá-lo algumas vezes e fiquei satisfeito com o aplicativo. As notificações funcionam perfeitamente e o uso de um modo geral é agradável, o que faltou apenas é a organização por conversa, que não está disponível no aplicativo para Android e também na versão Web do serviço. No entanto isso não é exatamente um problema para muitos. 



COMO FUNCIONA O ENVIO DE E-MAIL CRIPTOGRAFADO?

Quando enviado um E-mail criptografado fim-a-fim para um destinatário que também usa o Tutanota, o mesmo é aberto normalmente dentro da interface do serviço após inserir a senha definida pelo remetente. No entanto o mesmo não acontece com os destinatários que usam serviços distintos. Neste caso, após compor o E-mail criptografado, o Tutanota gera um link para a mensagem que é enviado para o usuário do serviço diferente que mediante tal link poderá acessar a mensagem criptografada através do navegador, evidentemente, após entrar com a senha definida pelo remetente. 


Clicando no Link que é enviado, somos direcionados para o site do Tutanota e basta entrar com a senha que a mensagem será exibida normalmente:


A desvantagem de usar criptografia fim-a-fim para usuários não Tutanota é que as mensagens só ficam disponíveis até quando uma outra for enviada. Para muitos podem não ser exatamente um problema, mas para outros que gostam de manter um histórico das conversas acaba sendo - no entanto isso não é um problema unicamente do Tutanota, no ProtonMail acontece exatamente a mesma coisa. Acredito que isso dar-se por conta da limitação de armazenamento, uma vez que é necessário criar um link para a mensagem.