domingo, 17 de março de 2019

VeraCrypt - O sucessor do TrueCrypt

Em meados de 2014 o site oficial do TrueCrypt noticiou que o projeto não mais seria continuado pelos seus desenvolvedores e recomendou que todos os usuários migrassem para uma outra aplicação compatível com os seus sistemas operacionais, chegando inclusive a recomendar o (BitLocker???) como alternativa com a justificativa que o TrueCrypt tinha falhas de segurança não resolvidas. Até hoje não se sabe exatamente o que acarretou o abandono repentino por parte dos desenvolvedores tendo em vista que as vulnerabilidades que de fato foram encontradas eram de natureza não-graves que poderiam facilmente serem resolvidas.

Independentemente disso, antes mesmo do anúncio oficial do abandono do TrueCrypt vim à tona já existia há algo em torno de um ano um fork (bifurcação) do mesmo chamado VeraCrypt, hoje tido como a sucessor genuíno do famigerado TrueCrypt.

As principais melhorias do VeraCrypt em relação ao seu antecessor estão na geração dos containers que, de modo grosseiro, usa mais iterações (repetição) na geração da criptografia. Enquanto o TrueCrypt usa no máximo 2 mil iterações nos containers padrão, o seu sucessor usa 500.000 mil utilizando SHA-2. Essa gritante discrepância torna o ataque de força bruta praticamente impraticável e a única consequência na utilização de mais iterações na geração dos containers criptografados é que leva mais tempo para serem abertos. 


COMO INSTALAR

O VeraCrypt é disponibilizado no site oficial do projeto em pacotes tar.bz2 de fácil manipulação. Baixe a versão que desejar e prossigamos com a instalação:

Em primeiro lugar, dirija-se ao diretório onde o pacote foi baixado através do terminal (cd e ls para exibir os arquivos) e use o comando a seguir para descompactar o mesmo.
tar -xjvf (versão da aplicação)

Após descompactado o resultado será dois arquivos, referentes às versões 32 e 64 bits. 


Selecione a versão referente à arquitetura do teu sistema operacional e continuemos. (atente-se com o ./versaodaaplicação)


Selecione a primeira opção com o (1) para instalar a aplicação e em seguida leia os termos e aceite-o com o (yes).

Por fim, entre com a senha do teu usuário root.


Valeu pessoal, até a próxima!
Compartilhe: