O Opera 64 é mais rápido e privado

O Opera sempre esteve procurando inovar o mercado de navegadores. Foi nele que vimos a popularização dos bloqueadores de anúncios incluídos no próprio navegador. Foi nele também que vimos um serviço de VPN nativo que funciona sem que o usuário faça nenhuma configuração adicional. Todo esse mérito, subitamente, desceu pelo ralo quando foi anunciada a venda do navegador para um consórcio chines.

De 2016 pra cá, foi só ladeira abaixo. A galera, desconfiando que o navegador estivesse minerando as informações privadas dos usuários e repassando-as para os chineses, passaram a considerar o navegador como um backdoor. Na realidade, essa imagem negativa se espalhou apenas pelos grupos dos geeks. Pouco importa para o povão o que rola por detrás dos panos.

A verdade é que não há diferença se o navegador é chines ou não. TUAS informações continuam sendo muito lucrativas, independente da ideologia de quem está no controle. Mas experimenta falar que tu usa o Opera. Vai chover neguinho que sai debaixo do chão para esfregar na tua cara que o navegador é dos chinas. É essa mesma galera que acompanha com entusiasmo os novos lançamentos da Xiaomi. 

Dá próxima que vierem esfregar na tua cara que os comunas estão por detrás do navegador, rebate e fala que os comunas também estão por trás de boa parte daquilo que a galera usa e ninguém tá nem aí. Manda ir ler o código e espera encontrarem (😀😀😀)

Enfim às novidades. 

O anúncio da versão 64 do navegador enfatizou muito o bloqueador de rastreadores que agora por padrão virá no navegador. À primeira vista pode parecer algo inovador, mas não dessa vez. Na verdade, isso não passa de propaganda. O navegador já trazia por padrão o bloqueador de anúncios que funciona exatamente da mesma forma. Inclusive, a mesma lista do EasyList será usada pelo mais novo block trackers. Reduzindo em miúdos, o que tá acontecendo é; mercado de browsers está saturado e aí estão procurando a todo custo se diferenciar em todo o mar de opções. 

Mas esqueçamos isso e vamos focar no novo bloqueador em si. 

Aos dizeres do próprio navegador, ao deixar o bloqueador ativado as páginas podem acelerar em  até 20% o carregamento. É de fato notável a diferença, mas nada que os AdBlocks da vida já não fazem há muito tempo. 

Ao deixar o bloqueador ativado o usuário pode navegar com mais privacidade. Ele bloqueia os scripts de rastreamento dessas empresas que ficam acompanhando todos os rastros do usuário. Isso é muito bom e seria melhor ainda se viesse ativado por padrão no Opera, massss. Como esse tipo de bloqueio não é 100% e acaba quebrando muitos sites, para prevenir problemas optaram por deixar a opção desativada. Porém, é muito simples ativá-la. basta ir ao menu Configuração Fácil - no canto superior direito - e rolar a tela para encontrar essas opções.



Postar um comentário

0 Comentários